O antídoto para a cultura da morte

em Blogs | 6

Por Christopher West

João Paulo II insistia em dizer que “É uma ilusão pensar que podemos  construir uma  verdadeira cultura da vida humana se nós não… aceitamos e experimentamos a sexualidade e o amor e o todo da vida de acordo com seu verdadeiro valor e sua íntima interconexão.” (Evangelium vitae, 97). Pois o matrimônio e da família dependem de nossa compreensão acerca da sexualidade. E, por sua vez, a civilização depende do matrimônio e da família.

Esse é o grande dom da Teologia do Corpo, de João Paulo II: revelando a glória do plano de Deus para o homem e para a mulher, ela fornece o antídoto para a “cultura da morte”, e um fundamento garantido para a construção de uma “cultura da vida”.

 

O Passado da Teologia do Corpo

A primeira página dos manuscritos da Teologia do Corpo está datada de 8 de dezembro de 1974. É dedicada a “Maria toda bela”. Surpreendentemente, o Cardeal Wojtila terminou de escrever o texto entre a eleição do Papa João Paulo I, em agosto de 1978, e a sua própria eleição, em outubro daquele ano. Portanto, o que deveria ter sido um livro de um Cardeal polonês se tornou, ao invés, o primeiro grande projeto catequético do Papa João Paulo II – proferido em uma série de 129 catequeses entre 1979 e 1984.

Alguns estudiosos mais atentos perceberam sua importância na época, e começaram a tentar tornar sua densa linguagem mais acessível. Ainda assim, passaram-se quinze anos antes da divulgação da Teologia do Corpo começar a ganhar mais força.

Em 1999, George Weigel publicou o livro “Testemunho da Esperança”, no qual ele escreveu sua agora famosa afirmação: A Teologia do Corpo constitui “uma espécie de bomba-relógio teológica, programada para explodir com dramáticas conseqüências… talvez no século 21”. Isso despertou o interesse de muitos, e confirmou o que muitos outros já vinham tentando dizer há algum tempo: Nós, como Igreja, temos que dar uma olhada nisso!

 

A Teologia do Corpo no Presente

Katrina Zeno, uma das muitas e ótimas divulgadoras da Teologia do Corpo, certa vez disse para mim que ela vê a divulgação da Teologia do Corpo como uma graça do Jubileu do ano 2000. Eu concordo. Resta muito trabalho a ser feito, mas – através de ótimos livros, cursos, conferências e programas de estudo lançados por uma variedade de autores – a mensagem está sendo firmemente divulgada. Vidas estão sendo mudadas, casamentos estão sendo curados, novos casamentos estão começando com uma base bem mais sólida, vocações religiosas estão sendo abraçadas – tudo isso são sinais de que as sementes da cultura da vida estão germinando.

Por outro lado, a divulgação da Teologia do Corpo não deixa de ter percalços em seu crescimento. Há muito debate sobre como interpretar João Paulo II em muitos pontos, e em como “traduzir” melhor sua densa teologia para um público mais popular.

Mesmo firmemente enraizado na tradição, João Paulo II também apresentou alguns impressionantes desenvolvimentos de pensamento. Como escrevi no meu livro “Theology of the Body Explained”: “Tais desenvolvimentos sempre proporcionam uma tensão criativa na Igreja, à medida que estudiosos, catequistas e leigos em geral procuram compreendê-los e aplicá-los na vida cristã. As diferenças de interpretação e os debates que elas ocasionam são uma parte saudável do processo.”

De fato, eu acredito que o atual debate sobre a Teologia do Corpo vai levar (e já está levando) a uma purificação na divulgação da mesma, sendo isso um precursor necessário ao “futuro da Teologia do Corpo”.

 

O Futuro da Teologia do Corpo

Com os esforços conjuntos de todos na Igreja no sentido de continuar a divulgar a mensagem da Teologia do Corpo, eu acredito que veremos em um futuro não muito distante a detonação dessa “bomba-relógio teológica”. Quando isso acontecer, uma “cultura da vida” vai emergir das cinzas da “cultura da morte”. E veremos o triunfo que Maria prometeu em Fátima.

O dia em que João Paulo II foi baleado – 13 de maio de 1981 – não foi apenas a festa anual de Fátima; também era o dia que ele tinha planejado para fundar o seu Instituto de Estudos sobre o Matrimônio e a Família. Será que existiam forças em ação que não desejavam a divulgação dos ensinamentos de João Paulo II para todo o mundo? João Paulo II atribuiu sua sobrevivência a Nossa Senhora de Fátima, e logo após confiou a ela o seu Instituto.

Parte da profecia de Fátima diz que “a Rússia espalhará seus erros pelo mundo”. Acertadamente pensamos aqui sobre o avanço do comunismo. Mas, por debaixo da superfície da teoria econômica marxista reside a necessidade de eliminar o que ele considerava a “distinção fundamental de classe”, a distinção entre homem e mulher. De fato, muitos estudiosos sustentam que o pior erro que a Rússia “espalhou pelo mundo” é precisamente a profunda confusão sexual na qual estamos imersos agora.

Porém, do mesmo modo que a visão da pessoa humana que João Paulo II trouxe inaugurou uma revolução que levou à queda do comunismo, temos todas as razões para crer que a sua Teologia do Corpo – se nós a levarmos, vivermos, e compartilharmos com o mundo – irá levar ao colapso da ideologia sexual dominante atualmente. Que seja, Senhor, segundo a Vossa Vontade. Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

__________

Christopher West é teólogo, pesquisador e membro do Instituto Teologia do Corpo, na Pennsylvania, e autor de muitos livros de sucesso sobre as catequeses de João Paulo II.

__________

Traduzido de: http://www.ncregister.com/daily-news/john-paul-iis-antidote-to-the-culture-of-death/

 

_

6 Responses

  1. flavia shirley ferreira de paula cunha

    algo muito profundo e belo vivo nos dias de hoje depois de ter ouvido falar na teologia do corpo,eu era uma freira depois que sai do conventofoi algo maravilhoso que me ajudou a continuar a viver uma vida na castidade

  2. Maravilhoso, vamos aprofundar nosso conhecimento desta bomba-relógio!!!

  3. A TEOLOGIA DO CORPO SERÁ NOSSA DEFESA… APROFUNDEMOS ENTÃO NOSSOS CONHECIMENTOS, QUANTO MAIS CONHECERMOS MAIS VAMOS AMAR.

  4. katia negri

    Gostaria de saber sobre esse assunto. Sou mãe de 3 jovens afundados nessa cultura da morte. Não respeitam seus corpos e já até me deram 2 netas fora do casamento. Tenho muita preocupação com a salvação da alma dos meus filhos. Pra mim só importa isso que o Espírito Santo venha em socorro dos meus 3 filhos. Rezem por eles Marcelo, André e Guilherme. Obrigada

  5. Olá Katia, rezaremos pela sua família e por seus filhos, gostaria de lembrar que em nosso site tem um conteúdo rico sobre teologia do corpo em nosso curso virtual, lá você poderá aprender mais. Deus abençoe você e sua família.

  6. Marcia Regina Rabelo da Mota

    Estou muito feliz pelo conteúdo da “Teologia do Corpo”.No programa Revolução Jesus da tv canção nova tive o 1° contato com essa teoria e espero que eu venha contribuir com esses ensinamentos para Deus e a humanidade. Diante dessa teoria já temos a vitória.

Deixe um comentário